Pronunciamentos da Sessão Ordinária de 11 de Maio de 2015

11/05/2015


Pronunciamentos da Sessão Ordinária de 11 de Maio de 2015
 

vereadora Roseli Souza (PDT) disse que foi procurada por uma colega, atendente de creche, porque havia um boato de que os vereadores estariam pedindo que as atendentes de creche passassem a trabalhar oito horas diárias. A vereadora Roseli explicou que o prefeito Chico assinou um decreto determinando que as atendentes de creche passassem a trabalhar seis horas diárias e decreto não passa pela casa legislativa, de poder apenas do prefeito municipal, demonstrando que o boato sobre os vereadores é infundado. Roseli explicou que por esses fatos é que na sessão anterior pediu que o Executivo torne lei, regulamentando a carga horária das atendentes de creche e que para isso é necessário que haja uma união das atendentes, do sindicato, dos vereadores. Roseli criticou os boatos que surgem, lembrando que esses dias denunciou o descaso do Executivo com os pertences da Banda Municipal e que nesta semana está estampando nos jornais que ela usou de inverdades. "Vê se eu tenho tempo mesmo ir para o ginásio, esparramar tudo que tinha da banda lá e tirar fotos, assim como disseram na radio que o laudo das patrolas teria vindo comprovando que seriam novas e que nós, vereadores, teríamos ido até lá tirar fotos de patrolas velhas, coisas que nos deixam profundamente indignados", disse a vereadora, frisando que qualquer duvida que alguém da comunidade tiver pode ser sanada diretamente com ela, que seu gabinete esta sempre aberto e que a Câmara está autorizada a fornecer seu numero de telefone para quem solicitar.
vereador Orison Cezar (PSDB) disse que na maioria das vezes os vereadores são mal compreendidos, não só pela parte da comunidade, mas também dos próprios colegas, citando uma reunião que é feita com os vereadores sempre antes das sessões onde um vereador disse que ele não havia deixado que o ISQN fosse reduzido, e explicou que foi contra ao projeto de redução do ISQN porque essa medida beneficiaria apenas empresas que não tinham sede no município, trabalhariam apenas na parda do polo e depois iriam embora. Orison disse que é a favor da redução do ISQN para as empresas do município, transportadores, prestadores de serviços. Ele salientou que da mesma forma que um vereador entendeu errado a comunidade também entende, mas que os vereadores estão buscando o melhor para o Município, à disposição da comunidade e à serviço do povo. Orison citou que no sábado será apreciado o plano de carreira do Magistério e que só ocorrerá graças ao trabalho do Legislativo, principalmente dos vereadores Roseli e Jeferson. Ele disse ainda que estão coibindo e denunciando muitas coisas no Município, citando um fato que lhe deixou chocado, onde uma empresa de fisioterapia estaria fazendo propaganda para que as pessoas prefiram essa empresa em detrimento de todas as outras, em um local público, com a permissão do secretário e com a conivência do Executivo e que isso não pode ocorrer. Orison disse que está esperando apenas as provas para fazer um pedido de informação, porque essa situação está parecendo alguma troca entre empresa e Executivo.


Redação/Edição: Tatiana Vasco/Razek Cunha